quarta-feira, 27 de agosto de 2008

Menos tijolos, mais ação

Não aguento mais ouvir candidato a prefeito dizendo: "Vou construir mais hospitais, vou construir casas, pontes" e mais isso e mais aquilo.
Tá cheio de hospital por aí, pelas periferias de São Paulo, tinindo de novos. Mas que não funcionam, ou por equipamento quebrado, ou por falta de, ou por não atrair médicos, ou por espantar médicos - a insegurança atinge até esses "anjos de branco".
E muitos outros profissionais, que de anjos não têm nada, maltratando as pessoas, atendendo friamente.
Palavras inesquecíveis de uma diarista que trabalhou aqui em casa: "Na hora de ter meu filho senti muitas dores e chorava...o médico chegou pra mim e disse 'Ué, quem mandou parir?'
Isso é jeito de tratar uma paciente??
Então, ilustríssimos candidatos: menos papagaiada.
Fazer funcionar bem e melhor o que já existe. É disso que minha Sampa precisa.

4 comentários:

Su disse...

É, Paulinha...
Acho que todos os candidatos são iguais... A cada quatro anos temos que "dar de cara" com esses políticos que querem transformar nossa cidade em um mar de rosas...
Creio que a maioria das cidades estão completamente abandonadas, e em vez de reforma eles sempre falam que irão fazer mais, e fazer e fazer e nunca fazem... apenas promessas. Seria tão bom se alguém sério ganhasse e apenas conservasse e reformasse... A solução seria isso, precisão nas palavras e muita ação. Aii sim sentiriamos mto mais orgulho do lugar que vivemos!!!
Abraços

Paula Calloni disse...

Acontece, linda, que reformar e fazer funcionar não aparece, né? Todos os candidatos são aspirantes a engenheiro, em prol de seu próprio marketing pessoal. Um beijo!

Jornalista Azarado disse...

Grande post Paula! Concordo plenamente! tem é que fazer funcionar! Adorei!

Mas aí vem o problema: a maioria da população não se interessa por eficiência, se interessa por show.. então, será que um candidato que, utópicamente, se proponha a "fazer andar" as coisas conseguiria mais de 1000 votos, competindo com "aero trens", R$1 bi em Metrô, 50 hospitais?

Paula Calloni disse...

Acho que só arriscando, em algum candidato minimamente capaz e que tenha esse tipo de proposta. A gente vota sempre nos mesmos...Eu prefiro mudar, pelo menos nos vereadores quase nunca voto em quem tem mais de 2 mandatos seguidos.

Por um olhar mais atento aos pequenos detalhes da vida