quarta-feira, 3 de setembro de 2008

Chega de Saudade

Estou completamente apaixonada pelo filme "Chega de Saudade", de Laís Bodanzky, que aluguei ontem, em DVD. É seu segundo longa-metragem, bem diferente do primeiro, "Bicho de Sete Cabeças", que também me tirou o fôlego. Como naquele, o roteiro é de Luiz Bolognese, marido de Laís.
Sem a tensão da temática anterior, Laís se viu na pressão de filmar em apenas cinco semanas, com um enorme elenco de apoio formado pelos frequentadores da "Sociedade Beneficente União Fraterna", que fica na Lapa, cenário do longa.
"Chega de Saudade" é uma delícia. Mostra um dia numa casa de danças tradicional de São Paulo, onde pessoas, digamos, mais "maduras" se divertem dançando, bebendo e namorando com muita classe e estirpe!
É da minha natureza o interesse pelo diferente, pelo inusitado, a curiosidade pelos ambientes novos e pela observação minuciosa do universo de sentimentos e emoções de cada pessoa.
E este filme, além de ter nome de uma música que não sai da minha cabeça, reúne tudo isso: um mundo novo, a preocupação com os detalhes - do olhar da viúva que adentra o salão até o fio desencapado da caixa do operador de som. Do porta-cerveja de isopor até o dançarino jovem, pago para agradar senhoras desacompanhadas.
Acho que a maioria dos atores filmou quase sem maquiagem, já que as rugas, marcas do tempo, eram fundamentais.
O elenco é maravilhoso. Uma sucessão de atores-surpresa, que vão aparecendo e que não vou contar quem são, pra não perder a graça. Quem aprecia o bom cinema, vai perceber.
Bem sutilmente, uma pitadinha aqui, outra alí de dramas existenciais, mas nada que impeça seu pezinho de ficar parado. Porque a trilha sonora, de grandes sucessos do forró, da gafieira, do bolero, tem participação de Elza Soares, sempre divina. E ganhou o Prêmio Contigo de Cinema, no último dia 21.
Os extras são muito bons também: making-off, que adoro sempre ver, fotos, depoimento imperdível de Laís e até aulas de dança com J.C.Violla. Você pode até arriscar uns passinhos...
Aliás, com licença, vou me matricular numa escola de dança hoje mesmo.
Bom filme pra vocês!

Nenhum comentário:

Por um olhar mais atento aos pequenos detalhes da vida