sexta-feira, 27 de março de 2009

Os Titãs é que estavam certos


Não tenho procuração para defender a empresária Eliana Tranchesi, da Daslu.
Provavelmente meu Corsa velho sequer seria aceito pelos manobristas do templo da ostentação, aqui em São Paulo.
Para mim, é indiferente. Nunca liguei para roupas de marca e produtos fúteis.
Mas a declaração infeliz do procurador Matheus Baraldi, do Ministério Público, após a prisão da empresária, já diz tudo: "É possível perceber que os tribunais já estão preparados hoje para recusar a tese de que organização criminosa é coisa de mal-criado com fuzil na mão, num topo de favela". Tá chamando favelado de mal-criado? De bandido? Ops...Aliás é até feio e politicamente incorreto dizer "favela".
O bonitinho agora é dizer "comunidade". Sr. Baraldi, dá pra ler o Estadão? Ou a Folha?
A alguns kilômetros de distância, nosso genial presidente, aquela sumidade de inteligência refinada, famoso pelas gafes e sandices, dispara: "A crise foi causada por gente branca e de olhos azuis".
Ora ora...o que estamos fazendo? Transformando problemas sociais em luta de classes e racismo ao contrário?
Utilizando arbitrariedades para promover "vingancinhas" contra nossos brancos colonizadores? Estamos vestindo a carapuça dos "coitadinhos" que não sabem andar com as próprias pernas e precisam da benevolência e dó dos países ricos?
E aqui dentro, usando o nada original argumento de que os pobres são uns coitados e os ricos são os vilões?
Preconceito ao contrário não resolve nada, gente.
Qual é a diferença entre comprar uma bolsa Dolce & Gabanna na Daslu, comercializada de maneira irregular ou um vídeo-game contrabandeado na 25 de março?
Por que não prendem todos os camelôs? Porque seria uma injustiça social? Cadê a máfia chinesa que organiza o comércio local?
Cadê o Silvio Pereira? Já cumpriu sua pena com "serviços à comunidade".Daqui a pouco vira deputado.
E ele é branco? Tem olhos azuis? Delúbio Soares tem. E é mais branco do que eu.
Conheço uma turma que forneceu drogas a uma menina de 20 anos, linda, filha exemplar e bom coração e depois assistiu sua agonizante morte por 2 horas, se debatendo, sem fazer nada.
Porte de drogas, omissão de socorro e nada aconteceu. Estão livres, leves e soltos. O "cabeça" é filhinho de advogado influente no ABC.
Conheço uma mãe cuja filha está em coma há mais de 10 anos, por conta da irresponsabilidade de uma grande fábrica multi-nacional de ralos de piscina.
Neste mês, veio a sentença final...sabem o que aconteceu com os responsáveis? Nada
.
Perdi uma amiga ciclista, atropelada por um ônibus, na av. Paulista. Estou esperando, sentada, em cima da minha bike, pra ver o que vai acontecer.
São tantos, tantos os outros casos nesse Brasil afora, CRIMES CONTRA A VIDA HUMANA, que a gente até perde a conta.
E Eliana pega 94 anos de prisão antes de qualquer julgamento?
Tem algo muito errado aí.
Polícia para quem precisa. Polícia para quem precisa de polícia. Já diziam os Titãs.

PS: já arranjei um esconderijo para todas as minhas amigas brancas de olhos azuis. Afinal, elas devem fazer parte do bando responsável pela crise, viu, sr.Presidente?

Nenhum comentário:

Por um olhar mais atento aos pequenos detalhes da vida