quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Caso Sean

Minha opinião sobre o caso Sean é a seguinte: embora tenha apenas 9 anos, deve ser dele a palavra final.
Eu acho que as pessoas envolvidas, familiares e ministros, estão ocupados demais com suas guerrinhas de ego, seus conflitozinhos de poder, esquecendo-se de que quem vai arcar com as piores consequências psicológicas dessa batalha campal é a criança.
Se esse povo tivesse sensibilidade, bastaria fazer como devemos fazer com qualquer criança, numa situação difícil...simplesmente dobrar os joelhos, abaixar-se à altura dela, de modo que possa olhar nos olhos do adulto, que lhe perguntará: "O que VOCÊ prefere?".
Assim. Só isso. Porque a melhor resposta geralmente aparece da maneira mais simples.

Nenhum comentário:

Por um olhar mais atento aos pequenos detalhes da vida