sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Virose de verão


Criança com diarréia: encha o banheiro de revistinhas e coisas pro seu filho ler! Ao menos ele dá risada e fica bem informado.


Ontem minha filha Adriana, de 11 anos, entrou num quadro de febre e vômitos o dia todo.
O litoral paulista foi assolado por uma epidemia de virose, nas férias. Em algumas regiões, como o Guarujá, o quadro era de febre, enjôo e diarréia. Já no Litoral Norte, ao invés de diarréia as pessoas tinham vômitos.
O que lotou os hospitais locais, claro. E a rede dos municípios não deu conta, óbvio também.
Rádios e jornais tentaram descobrir junto às Prefeituras se era uma contaminação da água do mar, da água de torneira ou pessoa-a-pessoa. Nenhuma satisfação das autoridades até agora. Salve-se quem puder.
Como minha filha não esteve no litoral nas férias, mas voltou à escola há pouco tempo, convivendo com colegas que passaram as férias na praia, venho humildemente concluir que pode ser contaminação pessoa-a-pessoa.
Como evitar? Simples. Mantenha seu filho isolado numa bolha de plástico, sem contato algum com o mundo externo, nem com você mesma. Sabe aquele beijinho de bom-dia? Esqueça.
Impossível, não é? Quem resiste àquelas caras de anjinho que os filhos têm enquanto estão dormindo?
Então, jogue um barquinho pra Iemanjá, acenda uma vela e reze, reze muito pro seu pimpolho não pegar essa tranqueira.
Remédio? Muito líquido, comida leve, nada de fritura ou comer fora de casa e em último caso, hospital pra tomar soro na veia, com Dramin e glicose. Ninguém gosta de injeção - eu tenho pavor - mas pelo menos você, pai ou mãe ou tia ou avó, ficam mais tranquilos nesse Carnaval.

Um comentário:

André disse...

QüiQüiQüiQüiQüi!!Adorei a história da bolha hehehe...mas é uma coisa preocupante...meu sobrinho andou tendo uma dessas ziquiziras em janeiro, quando passava uma temporada no litoral, mas do Rio...até agora não se soube o que foi, mas disseram que foi o sol excessivo aliado à falta de hidratação adequada...um adolescente de 13 anos,avoado que só ele, atrás de pipa o dia todo, ia lembrar de beber água hehehe...mas ele aprendeu, pois quem sofreu foi ele, rsrs...

Por um olhar mais atento aos pequenos detalhes da vida