quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Saraiva Megastore: nunca mais!

Estou há mais ou menos uma hora no telefone tentando ser atendida por alguém da Saraiva Megastore do shopping Ibirapuera.
Eles não estão me fazendo nenhum favor: deixei dois livros da lista escolar da minha filha encomendados e devidamente pagos. E não consigo saber se os mesmos já chegaram à loja.
Dos 3 telefones no site, um está fora de serviço. Os outros hora dão ocupado, hora ninguém atende - um mistério. Dá impressão que os funcionários da Saraiva têm alergia a telefones e saem correndo cada vez que um deles toca. Ou será que a livraria tem acordo com o estacionamento do shopping e me forçam a ir até lá, me fazendo gastar os absurdos R$ 7,00 que são cobrados?
Acabo de ligar no SAC (Serviço de Atendimento ao Consumidor). A funcionária se dá ao trabalho de fornecer os mesmos números inúteis de telefone que estão na tela, bem na frente do meu nariz. É pra isso que serve o tele-atendimento?
Eu disse a ela que se eu for obrigada a sair de casa, num dia de chuva e trânsito caótico de São Paulo e os livros não estiverem na loja, vou exigir que o gerente pague meu estacionamento. Sem falar no tempo perdido.
Não é à toa que Saraiva tem RAIVA até no nome! Nunca mais faço encomendas lá e se eu fosse você faria o mesmo. Não deixe com antecedência dinheiro na mão de quem te atende mal!
Saudade das pequenas livrarias de bairro. Onde você conhece o dono, folheia os livros sem culpa, onde o gerente tem palavra e confia que você também terá, sem precisar ver nenhum comprovante de pagamento para saber que você encomendou um livro. E em quem você pode confiar que fará chegar o livro em suas mãos no prazo combinado.
Não existe mais isso. Não existe mais livraria pequena, papelaria pequena, quitanda pequena.
Somos reféns das lojas MEGA.
Só que, de nada adianta uma loja ser "mega" e te dar um atendimento MINI. Neste caso, como quase sempre, tamanho realmente não é documento.

2 comentários:

angela disse...

ah! então isso é problema de Saraiva! Encomendei os livros na loja do tatuapé apesar de serem mais caros, devido ao prazo de entrega prometido, e adivinhe, só recebi os livros depois de muita reclamação registrada no SAC.
A desculpa, era a chuva que impedia as entregas na loja. Imagina se esta desculpa pega? ninguém mais trabalha, vai na escola, recebe correspondência.

Paula Calloni disse...

A Saraiva se superou: o cara do SAC se deu ao trabalho de me enviar um e-mail dizendo que eu tenho que reclamar na própria loja. Então pra quê tem SAC online? A funcionária da loja, depois de escutar minha bronca, disse que ia pedir pra alguém me ligar com urgência, ontem. Quem apostar que eles me ligaram ganha um doce de leite!

Por um olhar mais atento aos pequenos detalhes da vida