sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Se descubra no olhar do outro!

As pessoas costumam me dizer que aparento uns cinco ou seis anos a menos do que os meu 42. E eu nunca fui de esconder a minha idade.
Mas de uns tempos pra cá, a coisa tá ficando feia. Fios brancos teimando em aparecer, desgaste na rótula que me impede de fazer vários tipos de exercícios que gosto e dificuldade pra perder peso.
Antes que o baixo-astral tomasse conta de mim, resolvi caminhar 50 minutos hoje.
Dia de rodízio, levei minha filha ao colégio de táxi e voltei andando.
Eu não devia parar, mas não resisti a uma blusa de malha em fios prateados na vitrine. Logo reparei numa mulher de meia-idade, talvez 10 a mais que eu, ao meu lado, segurando dois cães e olhando para a mesma blusa. Olhei pra ela e disse:
- Que linda, né? Perfeita pro fim-de-ano.
- É - ela sorriu, sem tirar os olhos da blusa. E nem é caro, eu consigo pagar. Mas não fica bem uma mulher da minha idade usar uma coisa assim, né?
Ela disse que era empregada doméstica e perguntei qual era o problema de usar aquela roupa.
- Ah, as pessoas falam...não tem manga...e olha a minha barriga.
- Que besteira! Acerta as costas. Viu? Isso é postural. E a frente é transpassada, no máximo você dá uns pontinhos em baixo - eu já tava quase cometendo a loucura de entrar com ela na loja e faze-la experimentar, hehe.
- É né? - e na carinha dela explodiu um sorriso enorme. Tem razão, hoje eu saio mais cedo e passo aqui para provar. Obrigada por ter me colocado "pra cima", viu? E foi embora com os cachorrinhos, feliz da vida.
Continuei minha caminhada, satisfeita. E pensando que se eu pude dar um "up" no dia dela, eu não podia fazer isso comigo mesma?
Nunca mais vou ter meu corpo de 20 anos e nunca nutri essa expectativa. A menos que eu ficasse 4 horas numa academia. Não tenho dinheiro, vontade, muito menos tempo pra isso.
Mas caminhar e comer direito, qualquer pessoa pode fazer. Caminhando, tive a chance de fazer uma desconhecida sorrir num diálogo de 3 minutos. Não é bom? É uma delícia!
Agora, cá entre nós, uma blusinha ou um vestido novo são capazes de milagres na auto-estima. Então eu vou voltar lá também e experimentar a tal blusa.
Só espero que haja mais de uma!

2 comentários:

Carla disse...

É isso aí Paula! Gestos simples fazem toda a diferença... você em alguns minutinhos conseguiu fazer alguém sorrir e este sorriso te fez bem! Devemos sempre agir assim, é bom pro outro, pra nós e pro mundo!
Carla.

Anônimo disse...

I love jabuticababrasil.blogspot.com! Here I always find a lot of helpful information for myself. Thanks you for your work.
Webmaster of http://loveepicentre.com and http://movieszone.eu
Best regards

Por um olhar mais atento aos pequenos detalhes da vida