sábado, 21 de julho de 2012

Cuidado com os chazinhos!

- Menina, eu fui ao médico por causa de uma dor de estômago e olha quantos remédios ele me passou.
A moça despeja cinco caixas de comprimidos sobre o balcão da recepção do clube, conversando com a colega.
- E sabe quanto eu gastei?- continuou -  Mais de oitenta reais. Não tomo nem metade, porque esqueço. E esse amarelinho aqui, ó, ainda me dá tontura.
A cena aconteceu meses atrás, quando eu saia do treino de bike. Pensei nas aulas de Fitoterapia, que tive ao longo dos últimos dois anos, no meu curso de Naturopatia. Não resisti quando ouvi aquela conversa. Parei na catraca e anotei o nome de um chá. Entreguei à moça...ela nunca tinha ouvido falar de Espinheira Santa (Maytenus Ilicifolia). Gastei uns minutinhos explicando como fazer o chá. Pega-se um punhado das folhas secas, sobre elas despeja-se água quente. Abafa-se, com uma tampa, por 10 a 20 minutos. Toma-se ao longo do dia, respeitando-se a duração dos princípios ativos, que é de 6 horas.
A Espinheira Santa é comprovadamente eficiente para gastrites, hérnia de hiato e eliminação do Helicobater Pylori, bactéria que causa úlcera gástrica. Mas nem toda a classe médica tem interesse em divulgar isso, porque é preciso continuar dando lucro para a indústria farmacêutica.
A desinformação sobre ervas, suas indicações e contra-indicações ainda é imensa, num país como o Brasil, que muitas vezes acaba até perdendo a patente de muitos bons remédios fitoterápicos da nossa flora, por falta de verba nas pesquisas.
É comum a figura da velhinha na feira-livre, com sua barraquinha de ervas e chás, dando receitas para os fregueses. Algumas plantas realmente são de uso tão corriqueiro, conhecidas há anos, que não tem mesmo segredo. Erva-doce para flatulência, Erva-cidreira, que é calmante e também relaxante muscular (ah, essa você não sabia, né?), Guaco para expectoração de tosses com catarro. Dá pra confiar? Claro que dá.
Mas quando ouvi uma vendedora dizer que Barbatimão "só pode tomar um pouquinho", quase tive um ataque cardíaco. JAMAIS se toma chá de Barbatimão. Essa planta é rica em Tanino, aquela mesma substância que existe na banana verde e que "pega" na língua. Ela é secante, cicatrizante. O chá do Barbatimão é de uso EXTERNO, ótimo para ser aplicado sobre feridas abertas. Mas nunca tomado. Simplesmente porque pode causar EDEMA DE GLOTE, ou seja, a pessoa pode morrer sufocada. Outros, indicam o chá de Sene, para constipação intestinal. Mas o Sene é um péssimo laxante, porque age irritando o cólon e viciando o sistema digestório. Já o Plantago Psyllium, conhecido como Linhaça, é ótimo e não tem efeitos colaterais. Alecrim é um tempero maravilhoso, mas seu chá pode elevar a pressão arterial às alturas.
Então, vejam a gravidade da falta de informação.
Outro problema é comprar os chás, em saquinhos, vendidos nas barraquinhas de rua. Quem não tem conhecimento não sabe reconhecer a folha da Espinheira-santa, por exemplo. Achatada e cheia de espinhos nas bordas. Corre-se o sério risco de comprar gato por lebre. Placebo, na melhor das hipóteses.
Ou seja, por mais simpática que seja a tal velhinha da feira, limite-se aos chás de uso mais comum. Porque ela não tem condições de indicar os chás que você pode tomar e, pior, os chás que você NÃO PODE tomar. Informe-se com quem conhece...procure as boas lojas especializadas. Veja os links.
Porque aquele chazinho pode te ajudar muito, livra-lo de gastos desnecessários com medicamentos e até curar mais rápido do que eles. Mas também pode ter efeitos colaterais e contra-indicações.
Tenham critério. Entrem nos sites da Bomchá, onde sempre compro minhas ervas. No site há fotos e os vendedores de lá (fica na rua Tabatinguera, atrás da Sé) sabem o que estão vendendo. Outras orientações sobre ervas e terapias naturais, vale visitar o site Harmonia Natural, coordenado pelo meu mestre em Fitoterapia, Gilson Giombelli. Esse sim...sabe tudo de chás! Boa sorte!

4 comentários:

Anônimo disse...

foi òtimo seu comentàrio,assim fiquei sabendo sobre o usando o mesmo por as propriedades destas erva,utilizo a espinheira,tomo o chà e fico usando o mesmo quase doze horas,agora jà sei.obrigaba,eliana/itabuna bahia

Anônimo disse...

Obrigada pelo seu comentário eu quase fui convencida de tomar o chá de barbatimão, como ainda estava receosa resolvi ler mais graças a Deus encontrei seu blog! :)

Anônimo disse...

Obrigada pelo comentário, sempre tive um pé atrás com relação ao chá de barbatimão. Me falaram que era ótimo para emagrecer, agora tenho a certeza que não tomarei.

Anônimo disse...

Jesus, só achei teu site agora. Tomei o cha de barbatimão e meu estômago ta doendo demais fui pro hospital q me encaminhou a um gastro vou passar amanha pra ver. Nossa to achando q foi o barbatimao, socorroooo

Por um olhar mais atento aos pequenos detalhes da vida